www.engenharia-brasil.com
Watson Marlow

Mangueiras Aflex perfeitamente projetadas para a transferência de fluidos delicados na Oril Industrie

A Oril Industrie produz cerca de 2.000 toneladas de ingredientes ativos por ano que são usados em medicamentos de prescrição nas áreas de cardiologia, oncologia, neuropsiquiatria, diabetes e insuficiência venosa. A fábrica, localizada em Bolbec, na Normandia, emprega 800 pessoas. O equipamento da planta industrial é composto por aproximadamente 1.000 mangueiras de vários fabricantes, a maioria das quais é usada para a transferência de solventes. Algumas possuem proteção anti-estática, enquanto outras localizadas em zonas não perigosas (não ATEX), são somente feitas com PTFE.

Mangueiras Aflex perfeitamente projetadas para a transferência de fluidos delicados na Oril Industrie

A planta da Oril Industrie estava enfrentando problemas de quebra com algumas de suas mangueiras existentes. Como já possuía em sua planta algumas mangueiras da Aflex Hose, empresa pertencente a Watson-Marlow Fluid Technology Group, a empresa consultou a Watson-Marlow para a instalação de 30 novas mangueiras.

Resistente à corrosão, mesmo sob uso pesado
Nessa planta, são necessárias mangueiras para a transferência de ácidos clorídrico e sulfúrico altamente concentrados, a uma pressão máxima de 10 bar (145 psi). Desta forma, a proteção antiestática é essencial. Também é necessário que todos os componentes estejam em conformidade com as certificações padrão da indústria classificada como ATEX zona 2, bem como com o certificado de materiais 3.1. Com temperaturas que podem chegar a 50 ° C (122 ° F), a Oril Industrie solicitou mangueiras com uma capa de proteção térmica. As mangueiras que são submetidas a um manuseio intensivo têm de ser resistentes.
A Watson-Marlow recomendou o modelo de mangueira Corroflon da Aflex Hose por ser projetada para a transferência de produtos químicos e fluidos de processo. Sua estrutura interna rasa e convoluta permite vazão total, e ao mesmo tempo garante uma flexibilidade excepcional. O modelo selecionado foi testado a uma pressão operacional de 41 bar (595 psi), significativamente mais alta do que a necessária. A Aflex é o único fabricante de mangueiras de PTFE que garante uma espessura mínima de revestimento de 1,5 mm para mangueiras de tamanho 1 e acima. Isso garante que a tubulação seja suficientemente resistente para evitar que seu perfil se altere sob pressão interna, eliminando o consequente risco de aumento da porosidade e quebra prematura.

A Corroflon atendeu a todas as especificações da aplicação e está em conformidade com todas as certificações exigidas, incluindo EM16643: 2016, ATEX, FDA, 3-A 62-02 e o certificado de materiais 3.1.

Qualidade reconhecida
A Oril Industrie selecionou um revestimento interno de PTFE antiestático, bem como uma trança externa de polipropileno. Este tipo de trança é frequentemente preferível às tranças de aço inoxidável em aplicações que envolvem manuseio frequente, pois a mangueira é capaz de se mover e suportar temperaturas de -30 ° C a + 100 ° C. As tranças de polipropileno também são mais leves, resistem à corrosão do cloro e geralmente oferecem maior resistência a produtos químicos.

A principal vantagem da Corroflon em relação aos produtos concorrentes é o uso de tranças externas Hastelloy e fios de hélice internos. As tranças Hastelloy C276 são usadas quando produtos químicos, como o ácido clorídrico no caso da Oril Industrie, criam condições corrosivas severas. O risco associado a este ácido é a difusão potencial através do revestimento de PTFE causando corrosão da trança. Com o Hastelloy, as pressões de ruptura e as pressões máximas de operação são reduzidas em 80%, reduzindo significativamente o risco de corrosão.

A Oril Industrie reconhece a qualidade dos produtos de mangueiras Aflex, bem como a longa vida útil que eles oferecem a um custo comparável. A colaboração com a Watson-Marlow é contínua e a Oril Industrie planeja fazer pedidos de mais produtos.

  Peça mais informações…

LinkedIn
Pinterest

Junte-se aos mais de 15 mil seguidores do IMP