www.engenharia-brasil.com
Danfoss News

DANFOSS INTEGRA MAIOR PROJETO BRASILEIRO DE INFRAESTRUTURA PARA PESQUISA CIENTÍFICA

Projeto Sirius desenvolve acelerador de partículas que permite estudar qualquer tipo de material.

DANFOSS INTEGRA MAIOR PROJETO BRASILEIRO DE INFRAESTRUTURA PARA PESQUISA CIENTÍFICA

Líder global no fornecimento de tecnologias aos setores de refrigeração, climatização, ar-condicionado, automação industrial e hidráulica móbil para diversos segmentos, a Danfoss está inserida no projeto Sirius, a mais complexa infraestrutura científica já construída no Brasil e localizada em Campinas (SP).

Projetado em 2012 e inaugurado seis anos depois, o Sirius é um projeto de 2 bilhões de reais que passa por sua fase 1. O projeto conta com um equipamento de grande porte que usa aceleradores de partículas para produzir um tipo especial de luz, chamada, luz síncrotron, que funciona como um super microscópio, permitindo estudar qualquer tipo de material orgânico ou inorgânico. Ele pode ser aplicado em diversas áreas e os setores da saúde, óleo e gás são os mais beneficiados. Estudos sobre medicamentos para a Covid-19 e análise de rochas do pré-sal já foram analisados com o Sirius.

A Danfoss integra o Sirius com 48 compressores Danfoss Turbocor, o primeiro compressor mancal magnético sem óleo para o segmento HVAC do mundo, responsáveis por conseguir a grande eficiência energética que torna a operação do Sirius a mais econômica e eficiente no mundo. Ele tem um consumo muito menor do que todos os outros compressores normalmente utilizados em chillers. O equipamento possui vibração baixa, pois não necessita contato físico e, assim, o ruído inevitavelmente é menor. Adicionalmente, o compressor Danfoss também possui uma espécie de mola que impede que o compressor toque o chão, o que dá estabilidade e reduz o consumo. Dessa maneira, o atrito e o consumo de energia são menores. O equipamento também contempla 12 chillers de 450 TR de capacidade cada efetivos a 5 graus centígrados, totalizando 5.400 TR instaladas.

“Ter um produto Danfoss num projeto como esse representa toda a dedicação da empresa em sempre trazer as melhores tecnologias e soluções inteligentes aliadas à sustentabilidade e, mais especificamente, nesse projeto, soluções para a saúde e outros setores. É uma alegria muito grande fazer parte da história de inovação do país com um projeto tão significativo como esse”, comenta Ricardo Schneider, Presidente da Danfoss Turbocor.

O Sirius é uma infraestrutura aberta, à disposição da comunidade científica brasileira e internacional, desenvolvida e projetada por pesquisadores e engenheiros no Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM).

O equipamento é financiado pela Organização Social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), em parceria com a indústria nacional, de onde cerca de 85% dos recursos investidos se originaram.

"O projeto Sirius contempla 12 chillers de 450 TR de capacidade cada efetivos a 5 graus centígrados, totalizando 5.400 TR instaladas. Os 48 compressores Danfoss Turbocor são o coração desses equipamentos, responsáveis por conseguir a grande eficiência energética que torna a operação do Sirius a mais econômica e eficiente no mundo”, relata Álvaro Rosa, Engenheiro Mecânico CNPEM.

Para o bom funcionamento do Sirius, as instalações que o abrigam são parte essencial do projeto: o prédio tem 15 metros de profundidade, 68 mil metros quadrados e 520 metros de circunferência. O local possui pisos extremamente estáveis, com níveis bastante controlados, blindagens específicas de espessuras adequadas para a produção radiológica, e todo o sistema de dumping, de interação e isolamento do acelerador.

Denominado Sirius, o projeto faz alusão a estrela Sírius, a mais brilhante visível a olho nu, a 8,57 anos-luz da Terra. Localizada na constelação do Cão Maior, pode ser vista de qualquer ponto do planeta.

www.danfoss.com.br
 

  Peça mais informações…

LinkedIn
Pinterest

Junte-se aos mais de 15 mil seguidores do IMP